Meio ambiente

Comitiva de Tijucas do Sul visita a Prefeitura de Quitandinha na busca por modelo de coleta de resíduos

Na última quarta-feira, uma comitiva da Prefeitura de Tijucas do Sul, composta pelo Vice-Prefeito Claudemir Pereira da Rocha, o Secretário de Turismo e Meio Ambiente Manoel Marcos da Silva, os vereadores Raquel e Tute, a Técnica Ambiental Letícia Cordeiro e a representante da Procuradoria do Município, Bárbara Maoski, visitou a cidade de Quitandinha-PR em busca de informações sobre o modelo de coleta de resíduos que o município da região metropolitana adotou.

Quitandinha conseguiu reduzir seus gastos de coleta consideravelmente, e como é uma cidade da região com o mesmo porte de Tijucas do Sul, os gestores do nosso município, que mantêm uma boa relação com as cidades da região, fizeram questão de visitar e entender todo o processo.

Tijucas do Sul atualmente gasta em torno de R$ 100 mil mensais com a coleta de resíduos. É um valor considerado alto para a administração municipal, que procura uma alternativa de minimizar os custos e entregar um serviço de qualidade aos munícipes, além de diminuir a quantidade de resíduos que são destinados ao aterro e aumentar a quantidade dos recicláveis.

Após a recepção feita pelo Prefeito José “Quirera” em seu Gabinete, a comitiva foi acompanhada pela equipe da Prefeitura de Quitandinha até a ACOMAR, que é a associação de coleta de recicláveis da cidade, onde foi exposto todo o processo.

A cooperação das cidades, é de suma importância para o desenvolvimento de toda a região, visto que muitas delas vivem a mesma realidade financeira e estrutural. Um dos lemas da gestão é de unir forças e trabalhar de forma colaborativa, e esse preceito está se estendendo não só em Tijucas do Sul, mas nas cidades vizinhas ao nosso município.

Agradecemos profundamente a acolhida que a cidade de Quitandinha nos proporcionou, ao Prefeito Quirera e sua equipe, e esperamos que em breve possam vir até Tijucas do Sul, para que possamos retribuir a receptividade.

Secretarias participam de videoconferência sobre uso múltiplos dos Lagos

No último dia 13, representantes da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente e da Secretaria de Agricultura estiveram reunidos para uma videoconferência organizada pela Associação Nacional dos Municípios Sedes de Usinas Hidroelétricas e Alagados (AMUSUH), com apoio do município de Foz do Iguaçu.

O tema principal foram as perspectivas de expansão dos usos múltiplos dos lagos, especialmente a aquicultura e o turismo, e as ações técnicas e políticas da Associação. Contaram ainda, com a participação de representantes da Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP) do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

100 dias de Governo: Secretaria de Turismo e Meio Ambiente (2ª Parte)

O Secretário Manoel Marcos da Silva também teve uma demanda grande na parte de meio ambiente, onde vários pontos foram levantados, estudados e trabalhados.

Podemos destacar:

• Regularização da ARECICLA;

• Instalação de lixeiras comunitárias e estudo para a aquisição de mais unidades;

• ICMS Ecológico: estudo dos valores e como poderão aumentar a arrecadação municipal;

• Cadastro de Mananciais e Reservas Particulares do Patrimônio Natural;

• Estudo para a contratação de empresa que realizará o plano de gestão integrada de resíduos sólidos (plano atual é de 2014, e encontra-se defasado);

• Identificação de situações de alagamentos no município através de reclamações e busca de soluções de desassoreamento;

• Projeto de castração;

• Projeto de Desassoreamento do Rio da Palha;

• Cadastro Ambiental Rural (CAR);

• Orientação para a emissão de licenças (forno de carvão, corte de árvores, lava car, tanque de combustível);

• Fiscalização, laudos técnicos referentes às solicitações de Ministério Público, Instituto Água e Terra e Delegacia do Meio Ambiente;

• Emissão de Certidão para uso e ocupação do solo;

• Autorizações municipais segundo Resolução SEMA 051/2009;

• Monitoramento da coleta de lixo comum e reciclável e elaboração de rotas;

• Controle de resíduos no aterro da ESTRE junto com a CONRESOL;

• Emissão do parecer ambiental referente a protocolos e solicitações da Defesa Civil;

• Preenchimento de requerimento de informações ambientais referente a localização para fins de ligação de energia;

• Requerimento para aquisição de mudas nativas;

• Requerimento de Dispensa de Licenciamento Ambiental;

• Licença para porte e uso de motosserra;

• Parecer ambiental para corte de até 5 árvores nativas;

• Resolução do problema de um lixão clandestino na localidade do Salto da Boa Vista.

Tijucas do Sul na busca de bons exemplos para as questões ambientais

            No dia (17/03/2021) o Prefeito José Altair Moreira da Rocha acompanhado Secretário de Meio Ambiente Manoel Marcos da Silva, fiscal de Meio Ambiente Letícia Cordeiro de Lima e do Estagiário em Agronomia Eduardo Rocha, visitaram a empresa TSA – Tecnologia em Sistemas Ambientais.

            A empresa TSA localizada em São José Dos Pinhais, tem como operação principal o tratamento, beneficiamento e processamento de resíduos sólidos urbanos e resíduos orgânicos.

            O beneficiamento de resíduos orgânicos por meio de compostagem e coprocessamento (com reatores para eliminação de patógenos) resulta em compostos com destinação a agricultura, transformando assim resíduos orgânicos em adubos e compostos.

            O processamento de resíduos urbanos é feito por meio da separação desses resíduos e coprocessamento, resultando em um produto com alto poder calorífico (poder de queima) muito atrativo a indústria cimenteira, a qual demonstra grande interesse na aquisição desses subprodutos.

            O objetivo da visita foi buscar subsídios técnicos e novas parcerias para o município, possibilitando uma melhor destinação dos resíduos orgânicos e sólidos urbanos gerados no município, e consequentemente tornando o município economicamente sustentável e ecológico.

Tijucas do Sul, tem a intensão de implantar a própria compostagem, o que traria benefícios tanto na questão de destinação do material orgânico como produção de insumos para a agricultura orgânica. O processamento dos resíduos acaba diminuindo muito o impacto ambiental, minimizando o volume de resíduos enviado aos aterros sanitários, possibilitando a reutilização de todos os tipos de resíduos não tóxicos.

Prefeitura busca a regularização da ARECICLA

Ontem, dia 02 de março, a ARECICLA e Prefeitura estiveram em conversa para propor a regularização da associação perante o município.

Espera-se que em breve a Prefeitura municipal possa firmar o convênio com a ARECICLA para que aja a correta coleta de materiais recicláveis dentro de Tijucas do Sul.

A Secretaria de Turismo e Meio Ambiente está fazendo um levantamento das necessidades do município na questão do lixo pois percebe-se o alto gasto mensal para tal fim, e a demanda de reciclagem que pode crescer, se feita de maneira organizada.

COMTURMA se reúne em Tijucas do Sul

Ontem dia 23, reuniram-se nas dependências do auditório da Prefeitura Municipal, membros do Conselho Municipal de Turismo e Meio Ambiente (COMTURMA).

Na pauta estava algumas questões de interesse do conselho:

  • Aquisição de mais lixeiras;
  • Proposta de mudança na lei do COMTURMA referente ao número de conselheiros;
  • Eleição da nova diretoria para o biênio de 2021/2022;
  • Apresentação do trabalho realizado no biênio 2019/2020, principalmente as metas alcançadas nesse tempo;
  • Proposta de planejamento do turismo para os próximos anos.

O COMTURMA, assim como outros conselhos municipais, é uma importante ferramenta pois regulamenta, planeja, fiscaliza e aprova projetos e orçamentos referentes ao Turismo e Meio Ambiente. Como a gestão está priorizando o Turismo na região, essas reuniões são fundamentais para traçar as estratégias que a cidade irá adotar para tais ações.

A pandemia alterou o calendário turístico do município e, algumas ações foram adiadas, mesmo assim as propostas estão sendo mantidas e espera-se uma boa perspectiva para o próximo ano.

Balanço do 1° mês de gestão: Secretaria de Turismo e Meio Ambiente

Hoje é dia de conhecer o trabalho no primeiro mês de gestão da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente, comandada pelo secretário Manoel Marcos da Silva.

Nessa gestão o Turismo de Tijucas do Sul tem sido bastante visado, pois entende-se que o potencial que o município tem a oferecer é gigante, o que consequentemente trará bons frutos na geração de renda e desenvolvimento para a cidade.

Entre os trabalhos realizados podemos destacar:

  • Levantamento de informações sobre a situação documental de alguns imóveis para futuros projetos;
  • Reuniões e estudo para enfim efetivar a reivindicação do Portal do Município junto à Arteris Litoral Sul;
  • Encontros com a URBITEC para a elaboração do novo Plano Diretor;
  • Levantamento de material para o desenvolvimento do Mapa Turístico da Rota do Pinhão;
  • Estudo para a implantação de nova rota turística na região do Rio de Una;
  • Atualização e levantamento turístico do município;
  • Planejamento e agendamento de cursos para as rotas e caminhada na natureza.

Visto que o município é rico em áreas naturais, e que necessita de políticas públicas para a questão da preservação e sustentabilidade, o setor de Meio Ambiente também tem se destacado pelos serviços realizados:

  • Levantamento de informações da situação da ARECICLA (Associação de Reciclagem);
  • Instalação de lixeiras comunitárias (já estudando a aquisição de mais unidades);
  • Estudo sobre o ICMS Ecológico, para aumentar os valores arrecadados;
  • Cadastro de mananciais e RPPNs (Reserva Particular do Patrimônio Natural);
  • Identificação de situações de alagamento no município;
  • Busca de apoio técnico para projeto de desassoreamento;
  • Projeto de recomposição de mata ciliar;
  • Fornecimento de mudas de mata nativa para recomposição;
  • Limpeza de um ponto de lixo clandestino no Salto da Boa Vista;
  • CAR (Cadastro Ambiental Rural) cadastros novos e correção (RETIFICAÇÃO) de cadastros já existentes;
  • Orientação (licenças para forno de carvão, licença para corte de árvores, licença de lava-car, licença para tanque de combustível);
  • Fiscalização, Vistorias e laudos técnicos referentes a solicitações de Ministério Público, Instituto água e Terra e Delegacia de Meio Ambiente;
  • Emissão de certidão para uso e ocupação do solo;
  • Autorizações municipais segundo Resolução SEMA 051/2009;
  • Monitoramento da coleta de lixo comum e reciclável bem como elaboração de rotas;
  • Controle de resíduos no aterro da ESTRE junto com a CONRESOL;
  • Emissão de parecer ambiental referente a protocolos e solicitações da Defesa Civil;
  • Preenchimento de requerimento de informações ambientais referente a localização para fins de ligação de energia;
  • Requerimento de Dispensa de Licenciamento Ambiental (via SGA – Sistema de Gestão Ambiental);
  • Licença para porte e uso de Motosserra (Cadastro, alterações de dados, alteração de motosserra, etc);
  • Atualização da licença e recuperação de senhas;
  • Parecer ambiental para corte de até cinco árvores nativas e não constante na lista de espécies ameaçadas de extinção por propriedade (não podendo ser transportada).

 A Secretaria de Turismo e Meio Ambiente, mesmo enfrentando a crise gerada pela pandemia, vem se estruturando para poder ofertar o suporte necessário ao munícipe que necessite de tal apoio em seu comércio ou propriedade.