Assistência Social e Cidadania

Feira de Rua Municipal traz comida, artesanato e atividades culturais.

Na sexta feira aconteceu mais uma edição da Feira de Rua Municipal.

O evento contou com opções de alimentos orgânicos, feira gastronômica e de artesanato local, sendo um momento de lazer e familiar para os munícipes que ali estiveram presentes.

Durante a feira aconteceram diversas atividades culturais, como apresentações de dança e música, com artistas locais. Também, durante a feira aconteceu a largada da 4ª Caminhada Noturna, atividade que vem se fortalecendo nos últimos tempos.

O encerramento da feira foi feito com outro evento, o tradicional Jantar do Núcleo Ceia, que foi um verdadeiro sucesso, com recorde de público. A população estava com saudade da ação, que é primordial para a manutenção de atividades extras dos educandos do Núcleo, como alguma alimentação diferente, ou para oportunizar passeios à estas crianças.

.

Feliz Dia da Assistente Social!

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania homenageia as assistentes sociais que trabalham nas mais diversas áreas: órgão gestor, medidas sócio educativas, proteção especial, CRAS e Saúde, as quais não medem esforços para promover os direitos fundamentais do ser humano.

A assistente social sempre está onde for necessário, orientando, planejando e promovendo uma vida mais digna, em todos os sentidos.

Por isso nesse dia, desejamos um feliz Dia da Assistente Social!

Alguns beneficiários do Cartão Comida Boa ainda não retiraram o seu cartão, confira a lista:

Atenção munícipes que ainda não retiraram o Cartão Comida Boa, a Secretaria de Assistência Social e Cidadania pede para que entre em contato para retirada do mesmo.

Se você conhece alguém dessa lista, por favor nos ajude a divulgar.

O Cartão Comida Boa é uma iniciativa do Governo do Paraná, para ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade.

OBS: Lembramos que se a família compareceu e já retirou o cartão, desconsidere esta publicação.

Programa Renda Agricultor Familiar proporciona perspectiva para casal da comunidade de Lagoa

O IDR-PR sempre foi um importante parceiro do município, prezando pelo desenvolvimento econômico e social dos agricultores de Tijucas do Sul.

Uma das muitas ações feitas dentro do município aconteceu numa ação conjunta com o CRAS Lagoinha, com o benefício do Programa Renda Agricultor Familiar.

Confira a matéria e veja como o casal Andriele Carvalho e Juliano da Silva, da comunidade de Lagoa, conseguiram fortalecer a sua renda com este programa.

Maio Laranja é o mês de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

A cada hora 3 crianças são abusadas no Brasil. Cerca de 51% tem entre 1 a 5 anos de idade.

Todos os anos 500 mil crianças e adolescentes são explorados sexualmente no nosso país e há dados que sugerem que somente 7,5% dos dados cheguem a ser denunciados às autoridades, ou seja, estes números na verdade são muito maiores.

A luta é de todos nós. São as nossas crianças. É o nosso futuro.

FONTE: www.maiolaranja.org.br

Atenção munícipes que ainda não retiraram o cartão Comida Boa

Atenção munícipes que ainda não retiraram o Cartão Comida Boa, a Secretaria de Assistência Social e Cidadania pede para que entre em contato para retirada do mesmo.

Se você conhece alguém dessa lista, por favor nos ajude a divulgar.

O Cartão Comida Boa é uma iniciativa do Governo do Paraná, para ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade.

OBS: Lembramos que se a família compareceu e já retirou o cartão, desconsidere esta publicação.

Tijucas do Sul mais uma vez é destaque no Paraná

Na data de 23/03, última quarta feira, uma comitiva de Tijucas do Sul participou da cerimônia de reconhecimento de resultados do Projeto Renda Agricultor Familiar.

O município de Tijucas do Sul é prioritário do Programa Nossa Gente Paraná e participa do projeto, ação em parceria entre SEJUF, SEAB e IDR-Paraná para a inclusão social e produtiva das famílias rurais em situação de vulnerabilidade social.

Até o momento, foram atendidas 37 famílias, contempladas com o valor de R$ 111.000,00, sendo um dos municípios que teve destaque estadual, por seu apoio ao projeto e resultados de excelência.

Foram selecionados alguns municípios representantes de cada Regional do Estado para receber o Certificado de Reconhecimento do Secretário de Justiça, Família e Trabalho, e Tijucas do Sul foi um dos representantes da região de Curitiba.

A cidade foi destaque em meio aos 176 municípios do Paraná. Muito se deve ao bom trabalho e parceria com o IDR-PR, que é figura essencial na implantação de tal ação.

A agricultora Karina do Rocio Soezeki, da comunidade do Pinhal dos Borges, representou todos os agricultores do estado do Paraná, recebendo um prêmio de destaque.

Participaram do evento: o prefeito José Altair Moreira; a secretária de Assistência Social, Marilda Moreira; o psicólogo do CRAS, Lucas Santana; o técnico da Secretaria de Agricultura, Fabiano Melo; e a técnica do IDR, Janise Zys; o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost; secretário de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, Natalino Avance de Souza, entre outras autoridades.

Verdade ou Mito: O SCFV é REFORÇO escolar?

Já te contaram que o SCFV não oferece reforço escolar? Se liga nesse post que vamos te contar!

Um dos objetos do SCFV é contribuir para que seus participantes sejam inseridos e permaneçam no sistema educacional, pois esse é um dos direitos fundamentais da criança e do adolescente, e uma das situações de vulnerabilidade prevista pelo serviço.

No entanto, isso não pode ser confundido com “Assumir a função da escola”.

Veja algumas razões pelas quais não podemos ofertar aulas ou reforço no SCFV:
• Essa é uma competência da Educação;
• Essa não é a função dos profissionais do SUAS, por mais que muitos sejam graduados em licenciaturas;
• Os participantes do SCFV estão lá para terem acesso a atividades de prevenção a vulnerabilidades através de oficinas artísticas, culturais, esportivas e socioeducativas;

O SCFV pode sim ser um parceiro na garantia do acesso à educação:
• Incentivando e valorizando a frequência escolar de seus participantes;
• Propondo atividades que possam levar seus usuários a refletir sobre o papel da educação na formação cidadã e na garantia de seu futuro;
• No diagnostico de situações que podem estar favorecendo evasões escolares ou problemáticas que possam estar contribuindo para a defasagem escolar.