Secretaria de Educação apresenta resultados do programa de monitoramento do estado nutricional dos alunos da rede municipal de ensino.

No ano de 2019, a Secretaria Municipal de Educação, através da nutricionista Taisa de Lara e o Coordenador de Educação Física Danilo Santos, implantou o monitoramento do estado nutricional dos escolares da rede municipal de ensino.

Durante os meses de maio e junho foram realizadas em todas as 15 Instituições de Ensino municipais, com o apoio de todos os professores de Educação Física a medição de peso e altura.

O principal objetivo desse monitoramento nutricional é obter subsídios para planejamento de políticas na área de segurança alimentar e nutricional, atuando assim na alimentação escolar, promovendo ações para promoção de saúde, incentivo a alimentação saudável através de palestras e também de controlar doenças crônicas como a obesidade e a desnutrição por exemplo. O ambiente escolar é considerado um excelente lugar para o desenvolvimento de ações direcionadas à esses fins. A aferição do peso e altura permite a comparação de cada criança com o padrão de crescimento ideal para que se possa verificar a existência de possíveis deficiências. Dessa forma, a saúde infantil é representada pela correta manutenção de peso e altura, estando também relacionado à alimentação adequada.

Os resultados do Monitoramento Nutricional são demonstrados pela distribuição dos índices de P50 eutróficos (adequado), P10 em risco nutricional, P03 baixo peso, P01 muito baixo peso, P97 sobre peso e P99 Obesidade, classificação efetuada a partir da conversão do peso e altura em Índice de Massa Corporal (IMC).

Assim sendo, nosso município apresenta os seguintes resultados:

  • 55,55% se encontram com peso adequado (P50)
  • 16,06% em risco nutricional (P10)
  • 3,53% com baixo peso (P03)
  • 0,3% com muito baixo peso (P01)
  • 15% com sobrepeso (P97)
  • 9,54% com obesidade (P99)

Todos os responsáveis pelos alunos que não se encontram no peso adequado receberam recomendações da nutricionista para busca de atendimento a fim de melhorar a qualidade de vida dessas crianças.

É de grande importância a atuação do nutricionista no ambiente escolar para adequar os cardápios às necessidades de grupos populacionais específicos, de forma a aumentar a aceitabilidade de alguns alimentos e oferecer nutrientes para subgrupos com desvios nutricionais. Assim, desenvolver a educação nutricional para o estabelecimento de hábitos alimentares saudáveis com essa população constitui-se uma função primordial a qual a Secretaria de Educação está disposta a realizar.