Comerciantes de Tijucas do Sul promovem manifestação em apoio à Greve dos Caminhoneiros

A Prefeitura de Tijucas do Sul participou hoje, 24 de maio, da iniciativa dos comerciantes locais que paralisaram suas atividades em apoio à Greve dos Caminhoneiros. A manifestação aconteceu no centro da cidade, com a participação dos empresários, funcionários, caminhoneiros, produtores rurais, servidores públicos e população em geral, com arrecadação de alimentos para os motoristas que estão nas Rodovias e passeata.

A passeata percorreu a Rua XV de novembro, onde o Caminhoneiro Eder Filla e produtores rurais em suas máquinas agrícolas, foram à frente dos manifestantes. “Gostaria de agradecer ao povo de Tijucas do Sul que, mais uma vez, se solidariza com nós caminhoneiros. Os organizadores do movimento no Paraná, que estão no Posto Costa Brava, receberam as fotos da manifestação de hoje e parabenizam a cada um que esteve presente nessa passeata que fizemos hoje no centro da nossa cidade. É emocionante ver que a bandeira levantada pelos caminhoneiros também é a bandeira levantada pelo povo. Bandeira essa que não é de partido político, nem de sindicatos, mas sim a bandeira do Brasil que representa todos nós. Agradeço a todos e que Deus abençoe a cada um”, comenta Eder Filla que esteve na passeata representando os caminhoneiros.

O prefeito César Matucheski declara total apoio ao movimento dos caminhoneiros, ainda mais com essa iniciativa do Governo em realizar evento temporário, tirando o dinheiro dos municípios.  “Somos a favor da manifestação dos caminhoneiros, porque acreditamos que está na hora do Governo Federal tomar uma posição de revisão das alíquotas dos impostos e da divisão do recurso com os municípios. Pois, toda vez que o governo tenta fazer alguma coisa e mexer com os impostos ele acaba mexendo nos impostos que vem para o município. Foi assim com o IPI, com Imposto de Renda e agora está acontecendo com a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), imposto sobre o diesel e a gasolina. Além disso, agora o Governo Federal está querendo intervir no ICMS, o que interferirá diretamente com o caixa da Prefeitura. Então nós somos a favor de que o Governo faça uma reforma como tem que ser feita, que mexa na alíquota no bolso dele e não das prefeituras ou da população, que reduza o preço do combustível, que também tem um peso muito grande para a Prefeitura, sendo um dos maiores gastos do município”, comenta o prefeito César Matucheski, que está em Brasília participando da Marcha dos Prefeitos.