CMEI Stefanie Erdelyi promoveu na última semana a 3ª Exposição Sergius Erdelyi

Em homenagem ao artista, ambientalista e filantropo Senhor Sergius Erdelyi (in memoriam), que completaria 99 anos na data de hoje, 08 de outubro, o CMEI do Campo Stefanie Erdelyi promoveu nos dias 04 e 05 de outubro a 3ª Exposição Sergius Erdelyi, com mostra de dança e exposição de obras de arte e trabalhos realizados pelas crianças da instituição.

A dança apresentada na abertura do evento “Um sonho de um artista”, que foi inspirada na série Sinfonia das Cores, emocionou todos os presentes, entre eles o prefeito César Matucheski, a secretária de educação Margarete Camargo Gomes, a secretária de cultura, esporte e lazer Josiane Ferreira, a escritora e esposa do seu Sergius, Elisabeth Loibl, a assistente do Atelier Sergius Erdelyi, Helena Schaffner, professores, pais, alunos e comunidade.

A mostra apresentou releituras das obras do artista, utilizando diversos materiais para confecção das obras, como: bolas de gude, pentes, plásticos, carrinhos de brinquedo, telas, tintas guache, cimentos, etc. Alunos de todas as idades participaram da realização das atividades, conforme a faixa etária, desde o berçário.

O CMEI do Campo Stefanie Erdelyi, até então Creche SE, foi doado no ano de 2010 para a Prefeitura de Tijucas do Sul e rebatizada em homenagem à primeira esposa do senhor Sergius, que tanto lutou pela educação no município, principalmente nas comunidades de Lagoa e Lagoinha.

O prefeito César Matucheski se emocionou com o trabalho desenvolvido com os alunos. “A cada dia que vamos nas escolas, somos surpreendidos pela dedicação de toda a equipe e pelo desenvolvimento que as crianças estão tendo. Esta mostra de artes da creche juntou dois pontos muito importantes, para as crianças e para o Município. Primeiro a preocupação em manter viva a memória do Seu Sergius Erdelyi, homem de imensa importância para Tijucas do Sul, tanto por seus investimentos aqui, quanto pelo legado cultural e social que incutiu em nossa sociedade, de forma tão ardorosa e amorosa. Segundo pelo fazer despertar a arte para estes pequeninos. Olhar os trabalhos realizados foi de uma emoção indescritível. Só tenho gratidão aos que se dedicam em ensinar às crianças, muito mais que fórmulas e gramática. Que ensinam a valorizarem as pessoas e o meio onde vivem, mostrando o melhor de si. ”, comentou o prefeito César.

Para a diretora do CMEI Adriane Gomes realizar o projeto em homenagem ao fundador da instituição foi gratificante. “Foi mágico trabalhar e observar o envolvimento de toda a equipe, a alegria das crianças em explorar as cores e diferentes técnicas de acordo com cada faixa etária. Em nome da equipe agradecemos a todos que vieram prestigiar a nossa 3º exposição. E Gostaríamos de agradecer imensamente in memoriam ao Senhor Sergius Erdelyi que, além de empresário e artista, foi uma pessoa que pensou com muito carinho nas crianças do munícipio, em especial na comunidade da Lagoa e Lagoinha. ”, comentou a diretora Adriane.

SOBRE SERGIUS ERDELYI

Sergius Erdelyi nasceu em 8 de outubro de 1919, na cidade de Neusatz (parte do antigo Império Austro-Húngaro), hoje Novi Sad, Sérvia que 1953 emigrou para o Brasil, naturalizando-se brasileiro em 1976 e faleceu em 16 de janeiro de 2015.
Com mais de quatro mil obras, quase todas criadas nos fins-de-semana, Sergius Erdelyi encarou ao longo de sua incrível vida criativa, a arte como uma espécie de “terapia e regeneração” do estresse cotidiano de sua vida de empresário.
Sergius foi escultor, pintor e designer, trabalhando com telas, mosaicos, calcogravura, tapeçaria e vitrais. Este último produziu centenas com o tema arte sacra, entre eles os vitrais da Igreja Matriz de Tijucas do Sul e da Biblioteca da PUC-PR.
Empresário e inventor, criou em Tijucas do Sul, em 1974, a Erdelyi Participações e Representações Ltda. e a PANAGRO Empreendimentos Florestais Ltda. Um ano depois, em 1975, surgiu a Fazenda San Francisco Ltda.
Em 2011 fundou a Arbor – viveiros de árvores nativas para plantar áreas para o Projeto Petróleo Verde, que visa energia alternativa, resultando em parceria com a Prefeitura de Tijucas do Sul.
Suas obras sociais em Tijucas do Sul incluem a Instituição Filantrópica Sergius Erdelyi e o Lar da Criança, bem como da Creche São Francisco, conveniados, na época, com a Sociedade Paranaense de Cultura-SPC e Associação Paranaense de Cultura-APC, atuando em variadas ações. Em 2010 doou as entidades à Prefeitura de Tijucas do Sul.
Sergius Erdelyi era Cidadão Honorário de Tijucas do Sul, título a ele conferido em 1999.